BRUTALIDADES EM REBELIÃO NO PRESÍDIO EM EQUADOR

Pelo menos 30 presidiários foram mortos e dezenas ficaram feridos em uma luta entre gangues rivais em uma prisão na cidade portuária equatoriana de Guayaquil.

Um comandante da polícia disse que pelo menos cinco presidiários foram decapitados, enquanto outros foram mortos a tiros.

O comandante Fausto Buenaño disse que os prisioneiros também lançaram granadas.

O governador regional disse que foram necessários 400 policiais para retomar o controle da prisão, que abriga presos com ligações com gangues internacionais de drogas.

Demorou mais de 400 policiais para recuperar o controle da prisão


Neste ano, mais de 150 pessoas foram mortas na violência nas prisões do Equador.

No incidente mais sangrento até agora, 79 prisioneiros foram mortos em lutas simultâneas em fevereiro.

A Penitenciária do Litoral, onde aconteceu o último confronto mortal na noite de terça-feira, é considerada uma das mais perigosas do país.

O Comandante da Polícia Buenaño disse que presidiários de uma ala da prisão se arrastaram por um buraco para obter acesso a uma ala diferente, onde atacaram membros de gangues rivais.

A polícia conseguiu alcançar seis cozinheiros que estavam presos na ala onde a luta se desenrolou e colocá-los em segurança.

A Penitenciária Litoral mantém presidiários de Los Choneros, uma gangue equatoriana que se acredita ter ligações com o poderoso cartel de drogas mexicano de Sinaloa.

Mas outro grupo criminoso mexicano, o cartel Jalisco New Generation (CJNG), também está tentando forjar alianças com gangues equatorianas para tomar o controle das rotas de contrabando de drogas que vão do Equador à América Central de seus rivais de Sinaloa.

Em julho, o presidente Guillermo Lasso disse que o sistema prisional do Equador estava 30% acima da capacidade.

Ele anunciou planos para acelerar o processo de libertação dos presos que cumpriram a maior parte do tempo ou cometeram crimes menores, a fim de diminuir a superlotação.


1 thought on “BRUTALIDADES EM REBELIÃO NO PRESÍDIO EM EQUADOR

Deixe uma resposta