EXECUÇÃO EM MACAPÁ -AP


O corpo de Marcos Willame Coelho dos Santos, de 24 anos, foi encontrado amarrado e em estado de decomposição na manhã deste sábado (2) num ramal rural com acesso pela Linha C no bairro Quilômetro 9, entre as zonas Norte e Oeste de Macapá.
Segundo a Polícia Militar, Marcos Willame cumpria pena no regime semiaberto no Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen). Os crimes não foram informados, porém consta no nome dele uma passagem por violência doméstica.
O corpo foi encontrado a cerca de 2 km de uma chácara e até a última atualização desta reportagem, nenhum autor foi preso ou identificado.
Em 2015, Willame e a ex-companheira, à época com 14 anos, foram protagonistas de uma falha ocorrida dentro da Maternidade Mãe Luzia, a maior da rede pública. A filha do casal, de apenas 1 mês, morreu de complicações cardíacas e teve o corpo incinerado por engano.
O casal descobriu o erro quando aguardava pela liberação do corpo da pequena Eloany Vitória para o velório. O cadáver foi incinerado pela empresa que recolhia o lixo da unidade de saúde junto com materiais descartados pelo hospital.
Os dois entraram com ações na Justiça pedindo reparação, que ao todo, somavam R$ 2 milhões. Em maio de 2020, o Estado do Amapá foi condenado a pagar R$ 90 mil de indenização à mãe da menina.

Marcos Willame à época da incineração do corpo da filha, em 2015

Author: 𑁍֟፝͜͡⛧𝓒𝓻𝓲𝓼 𝓞𝓫𝓼𝓬𝓾𝓻𝓮❥ ֟፝͜͡𑁍

Deixe uma resposta